10 dicas de otimização de conversão para e-commerces

Você pode estar deixando dinheiro na mesa, já pensou nisso? Ao investir pesado em criação de anúncios, SEO e outras formas de trazer tráfego para sua loja virtual, muitos profissionais esquecem de uma parte essencial: a otimização de conversão para e-commerces, ou comércio eletrônico, que vai transformar seus visitantes em compradores.

Por isso, nesse post vamos dar 10 dicas para otimizar as páginas da sua loja virtual de forma que sua empresa não deixe mais dinheiro na mesa e suas vendas alcancem uma curva de crescimento significativa, vamos lá?

Otimização de conversão para e-commerce: dicas práticas

1. Invista em imagens de produtos com alta qualidade

As pessoas não querem só navegar em um site, elas querem vivenciar uma experiência. Uma imagem é sempre a primeira coisa que o visitante vai ver quando ele entrar na sua página de produto.

Boas imagens de produtos podem adicionar vida a sua loja e ajudar você a converter mais – não existem dúvidas sobre isso.

Imagens são percebidas pelos nossos sentidos e trazem uma resposta emocional, não deixando lugar para dúvidas.

  • Preste atenção especial nas imagens de produto.  Elas devem ser realmente de alta qualidade.
  • Evite usar fotos genéricas de banco de imagens. Tire fotos de pessoas reais usando seus produtos. Uma foto real (tirada de uma câmera com qualidade média) vai converter melhor do que uma imagem cafona de um banco de imagem.
  • Não use uma única imagem, mostre o máximo que puder e de diferentes ângulos.

 

02) Preste atenção na descrição dos seus produtos

Depois da imagem do produto, outro elemento que auxilia e desempenha um papel importante na otimização de conversão de um e-commerce é a descrição do produto.

A internet está cheia de descrições “matadoras”, fórmulas de vendas prontas, etc. Vamos dividir nossa experiência com você e te contar que esses truques não vão te levar muito longe. Na verdade, eles não vão te levar a lugar nenhum.

Uma página com um quilômetro de comprimento não vai converter se você não entender exatamente o “o que” vai persuadir os visitantes a comprar. Isto é o que nós sugerimos para tornar as descrições de seus produtos mais atraentes e competitivas:

  • Mantenha as características mais importantes do produto no início dos parágrafos e nos “bullets points”.
  • Não tente exagerar, persuadir ou inventar uma reputação sobre o produto – os usuários saberão que suas informações não são reais.
  • Ofereça duas versões da descrição do produto: um resumo e um texto mais detalhado. O resumo do produto será lido pelos visitantes com pressa e a versão detalhada será lida pelos visitantes que estão dispostos a gastar mais tempo entendendo sobre o produto e ajudará com que eles fiquem mais confiantes sobre sua decisão de compra.
  • Use “bullet points”, ou uma lista itemizada, para transmitir a informação de maneira mais simples para os seus visitantes (assim como essa lista que você está lendo!).
  • Inclua links de páginas de política de privacidade, condições de envio, política de devolução e FAQs.

Os usuários são cautelosos sobre privacidade, detalhes de envio, FAQ e política de devolução. Mantenha estas páginas visíveis nas páginas de produto e também na tela de pagamento:

 

03) Tenha vídeos dos produtos (pelo menos para os produtos principais)

Porque suas imagens não conseguem falar. Com a tecnologia cada vez mais acessível, mais e mais lojas estão usando vídeos para mostrar seus produtos. Se você ainda não fez nenhum vídeo, de nenhum produto, faça isso agora. Um vídeo com detalhes do produto, ideias de utilização, informações extras vai dar mais argumentos positivos para o usuário

Mostre os vídeos junto com as imagens de produtos e depois nos diga se isso não ajudou no aumento das vendas.

 

04) Não deixe o preço ser uma surpresa

Quando os visitantes não compram, uma das razões mais comuns é porque eles acharam o preço muito alto, ou o produto tem uma descrição muito vaga, que não esclarece realmente suas dúvidas.

O preço deve ficar visível na página, use fontes grandes, coloque em negrito e com uma cor diferente. O preço total ou preço total estimado deve ser mostrado ao usuário o mais cedo possível.

 

O frete aparecendo só no checkout também pode ser uma das razões altas de abandono de carrinho. Construa o processo de checkout de maneira que não existam surpresas para o usuário. Não é apenas o preço do produto, os compradores também podem achar o seu frete muito caro. Se houver algum imposto a ser incluído, mostre o valor total na página do produto antes do check-out do usuário.

05) Surpreenda seus usuários com calculadoras criativas

Existem muitos tipos de calculadoras que você pode oferecer para ajudar seu cliente a comprar. Pode ser uma com as especificações exatas do produto que eles estão olhando no seu site ou também na quantidade e qualidade que ele prefere.

Por exemplo – calculadora de envio, calculadora de tamanho etc.

06) Mostre claramente o tempo de entrega de cada produto

Os compradores querem estar no controle da transação quando compram na sua loja. Na página do produto, informe aos usuários qual a expectativa de entrega que eles podem contar em receber o produto em casa.

 

07) Deixe os usuários escolherem a data de entrega

Se a data de entrega prevista do produto não se adequar ao usuário, você pode dar a opção dele escolher se gostaria de adiantar ou adiar esse prazo.

Então, se um usuário estiver viajando em um feriado por 4 ou 5 dias, e essa é também a data que os produtos chegariam, você pode dar a opção para que o cliente escolha a data ideal. Também vale deixar um espaço para ele adicionar algum comentário, se necessário.

08) Habilite a notificação de “avise-me quando chegar”

Essa é uma das melhores dicas para otimização de conversão em e-commerces. Nós sugerimos que você adicione um campo de “avise-me quando chegar” nos produtos esgotados, para que os usuários deixem o endereço de e-mail e sejam notificados assim que aquele produto voltar ao estoque.

Assim, você não perde aquele usuário por completa e potencializa a chance de ele voltar a comprar assim que receber a notificação.

Esse é um processo automático, mas sempre existe uma maneira de deixar esse e-mail automático com um toque pessoal. Use o nome do cliente, imagem do produto e outras informações para um e-mail mais personalizado.

 

09) Incentive os usuários a deixarem feedbacks

Pedir reviews dos produtos deve fazer parte do seu processo de compra. Utilize e-mails de auto-responder, botões de ação e etc. isso pode ajudar ainda mais a aumentar as vendas e gerar uma melhor resposta dos usuários.

Após a atualização da Panda & Penguin, é fundamental para os donos de e-commerce manter seu site atualizado com conteúdo novo o tempo todo. Nem sempre é possível criar conteúdos únicos para cada página no site, ou adicionar conteúdo diferente regularmente.

É nesse ponto que o conteúdo gerado pelo usuário é útil. Assim, o conteúdo, como as críticas dos usuários, pode ter um impacto direto no tráfego, na taxa de conversão e no ticket médio da sua loja.

As  boas avaliações não só dão credibilidade à uma página do produto, mas também  representam uma confirmação sobre a alta qualidade do produto. As avaliações positivas dos clientes tornam a sua loja mais útil e, portanto, podem ter um impacto direto na taxa de conversão média do seu e-commerce.

Essa estratégia ajuda a fornecer review sobre os produtos na própria página do produto de maneira automática, dando mais credibilidade, e também reforçando seus argumentos de venda para os usuários que estão pesquisando antes de comprar.

 

10) Otimize sua página para um carregamento rápido

Nós sabemos o quão fácil é se distrair no mundo conectado que vivemos. Em dois segundos de tédio e seu usuário estará dando uma olhadinha no Instagram e esquecendo o motivo de estar ali no seu site. Por isso, investir em uma página que carregue rapidamente é essencial para manter seus usuários engajados em seu site, evitando distrações.

Algumas formas de melhorar o tempo de carregamento de um site ou uma página é:

  • Otimize as imagens, deixe elas compactadas (com peso baixo) e dimensionadas para o tamanho necessário da página.
  • Evite plugins, códigos e informações desnecessárias que vão só pesar sua página e aumentar o tempo de espera do seu usuário.
  • Invista em uma tecnologia CDN. Essa tecnologia usa uma rede de servidores para armazenar réplicas do conteúdo do seu site distribuídos em vários locais, assim, quando um usuário acessa o seu site, a CDN rapidamente envia as informações do servidor mais próximo geograficamente de onde aquele usuário está.

Veja mais sobre o que é CDN e como ela funciona aqui!

E aí, o que achou das nossas dicas de otimização de conversão para e-commerces? Você tem mais alguma dica para lojas virtuais que não falamos, comente aqui embaixo.