Como melhorar o ranking da sua página no Google?

Mais de 1 milhão de resultados de pesquisas do Google analisados para descobrir como melhorar o ranking de um site no Google

Recentemente analisou-se mais de um milhão de pesquisas pelo Google para responder uma única pergunta:
Como melhorar o ranking do meu site no Google?
Olharam-se os conteúdos, os backlinks, até a velocidade do site e foram descobertas algumas coisas bem interessantes.
Vejam abaixo:

O número de links externos tem uma influência muito grande nos Rankings

Você já deve ter ouvido que links externos direcionados de um mesmo site tem pouca efetividade.
Em outras palavras, para melhorar o ranking do seu site no Google é melhor ter 10 diferentes sites redirecionando para o seu site, do que o mesmo domínio redirecionando 10 links, de diferentes páginas, para sua página.
E, de acordo com a nossa análise, isso faz sentido. A quantidade de sites (domínios) diferentes apontando para o seu site vai impactar muito no seu posicionamento.

quantidade de dominios

O Google quer ver diferentes sites indicando sua página. E quando mais sites com links direcionados para você, mais relevante você vai ficando aos olhos do Google.
Na verdade, o número de redirecionamentos de domínios únicos foi o fator mais forte de correlação no estudo inteiro.
Resumindo: Obter links de um grupo diversificado de sites é extremamente importante para o SEO e um dos segredos sobre como melhorar o ranking do seu site no Google.

Página em Domínios com boa autoridade tendem a Ranquear melhor nos resultados do google

Não ficamos surpresos quando descobrimos que domínios com boa autoridade (medido usando a classificação de domínio Ahrefs) tendem a ranquear melhor.

autoridade de dominio

De fato, a autoridade geral de um site tem uma relação maior com ranking do Google do que autoridade da página.
Em outras palavras, o domínio da sua página é mais importante que a página em si.

Dica: Aumentar o número de links que apontem o seu site pode melhorar o ranking de outras páginas do seu site.

 

Publicar conteúdos compreensíveis e aprofundados vão melhorar o ranking do seu site no Google

No começo, o Google procurava só pelas palavras-chaves ao longo da página, e baseado nisso definia a ordem que os conteúdos iriam aparecer.

Se a palavra-chave aparecesse na página um número X de vezes, o Google deduzia que aquela página falava sobre aquele assunto. Hoje, graças ao algoritmo de Hummingbird, o Google consegue ler cada parágrafo de cada página.

Quando você procura, por exemplo “quem era o diretor do de De volta para o futuro”..

quem é o diretor de de volta para o futuroO Google não procura por páginas que tenham a palavra chave “quem era o diretor do De Volta para o Futuro”.
Ele instantaneamente entende a pergunta, que se refere ao filme De Volta ao Futuro e entrega a resposta

robert zemeckis

Como era de se esperar, isso teve um impacto significante na otimização dos conteúdos para SEO. Agora, o Google prefere uma página que fale sobre os assuntos com mais conteúdo e que trate dos temas com mais profundidade.

E os nossos dados batem com isso?
Para responder essa pergunta, foram analisadas mais de 10.000 URLS bem ranqueadas.
Descobriu-se que o conteúdo aprofundado superou na maioria dos casos os conteúdos rasos.

autoridade sobre assunto

Isso é interessante. Mas como escrever um conteúdo que o Google considere relevante?
Vamos olhar dois exemplos da nossa base de dados para descobrir.
Primeiro, nós temos esse artigo do Daily Press sobre Ingressos para o Busch Gardens.

busch gardens

Essa página tem várias das métricas tradicionais usadas para aparecer nas primeiras páginas. Por exemplo, eles usam a palavra-chave no Meta Título e no H1. O domínio (Dailypress.com) também possui boa autoridade (Métrica de Domínio no Ahrefs foi de 64).
Mesmo assim, essa página ranqueou somente na posição #10 para “Ingressos para Busch Garden”.

titulo H1

Já o mal ranqueamento desse link foi, em partes, porque o site não possui boa autoridade para esse tema.

Por outro lado, temos essa página sobre como fazer Molho Balinese Satay.

satay sauce

Essa página traz logo no primeiro parágrafo uma informação muito importante sobre o Molho Satay. Essa primeira parte do conteúdo traz a história do molho na Indonésia, como o molho é usado, onde pode ser servido, e até as informações nutricionais.

Embora esta página não use o termo “molho Satay Indonésio” em todos os lugares da página, ela está entre os primeiros resultados de pesquisa sobre essa palavra-chave:

resultados busca satay

Parte da explicação sobre o bom ranqueamento, é porque essa página é referência no assunto “Indonesian Satay Sauce”.
Resumindo: Escrever conteúdos informativos e detalhados pode te ajudar a ranquear melhor no Google.

Conteúdos longos e descritivos são melhor ranqueados do que conteúdos curtos

Será que os conteúdos longos são mais bem ranqueados do que os conteúdos curtos, com apenas 200 palavras?

Analisando o banco de dados, depois de remover Outliers (conteúdos com menos de 51 palavras, e mais de 9.999), descobriu-se que as páginas com conteúdos longos são significativamente mais bem ranqueadas que as de conteúdos curtos.

numero de palavras

A média de palavras dos conteúdos de primeira página é de 1980.
Baseado nessa contagem, podemos concluir que o Google prioriza os conteúdos longos.

Essa correlação pode ser baseada em dois fatos: os conteúdos longos geram mais compartilhamentos. Ou apenas uma simples preferência do Google por textos grandes.

Outra teoria é que os textos mais longos explorem melhor o conteúdo, e dão ao Google a oportunidade de entender melhor o que você está dizendo na sua página.

Além disso, conteúdos longos podem simplesmente mostrar que os donos da página estão preocupados em produzir um conteúdo de qualidade. Como esse é um estudo de dados, é impossível apontar o porquê dos conteúdos mais longos serem melhores ranqueados pelo Google.

Porém, se você junta esse estudo aos que já existem, fica claro que conteúdos longos realmente são melhores para SEO.

Resumindo: O conteúdo longo é mais bem ranqueado que o conteúdo curto. A média de palavras nos textos de primeira página é de 1980.

Os dados não mentem! Na hora de produzir conteúdos, priorize os textos maiores e mais detalhados. Com conteúdos detalhados, outros sites vão direcionar links para os seus e você vai se tornar referência.

Depois de tantos resultados, percebemos que a resposta para a dúvida: como melhorar o ranking do seu site no Google? É simples! Crie o conteúdo pensando no usuário.

URLS amigáveis, que deixem claro a informação que ele vai encontrar no texto. Faça conteúdos descritivos, com conteúdo relevantes. Conteúdos maiores ranqueam melhor, e você vai se tornar referência no assunto. E diminua o tempo de carregamento da página, retornar resultados rápidos é um fator de sucesso para o usuário.

Se precisar de ajuda para acelerar o carregamento das páginas do seu site, entre em contato com a gente! Entenda como funciona a CDN da GoCache e como ele pode levar o SEO do seu site para outro nível!