Posts

Como melhorar o ranking da sua página no Google?

Mais de 1 milhão de resultados de pesquisas do Google analisados para descobrir como melhorar o ranking de um site no Google

Recentemente analisou-se mais de um milhão de pesquisas pelo Google para responder uma única pergunta:
Como melhorar o ranking do meu site no Google?
Olharam-se os conteúdos, os backlinks, até a velocidade do site e foram descobertas algumas coisas bem interessantes.
Vejam abaixo:

O número de links externos tem uma influência muito grande nos Rankings

Você já deve ter ouvido que links externos direcionados de um mesmo site tem pouca efetividade.
Em outras palavras, para melhorar o ranking do seu site no Google é melhor ter 10 diferentes sites redirecionando para o seu site, do que o mesmo domínio redirecionando 10 links, de diferentes páginas, para sua página.
E, de acordo com a nossa análise, isso faz sentido. A quantidade de sites (domínios) diferentes apontando para o seu site vai impactar muito no seu posicionamento.

quantidade de dominios

O Google quer ver diferentes sites indicando sua página. E quando mais sites com links direcionados para você, mais relevante você vai ficando aos olhos do Google.
Na verdade, o número de redirecionamentos de domínios únicos foi o fator mais forte de correlação no estudo inteiro.
Resumindo: Obter links de um grupo diversificado de sites é extremamente importante para o SEO e um dos segredos sobre como melhorar o ranking do seu site no Google.

Página em Domínios com boa autoridade tendem a Ranquear melhor nos resultados do google

Não ficamos surpresos quando descobrimos que domínios com boa autoridade (medido usando a classificação de domínio Ahrefs) tendem a ranquear melhor.

autoridade de dominio

De fato, a autoridade geral de um site tem uma relação maior com ranking do Google do que autoridade da página.
Em outras palavras, o domínio da sua página é mais importante que a página em si.

Dica: Aumentar o número de links que apontem o seu site pode melhorar o ranking de outras páginas do seu site.

 

Publicar conteúdos compreensíveis e aprofundados vão melhorar o ranking do seu site no Google

No começo, o Google procurava só pelas palavras-chaves ao longo da página, e baseado nisso definia a ordem que os conteúdos iriam aparecer.

Se a palavra-chave aparecesse na página um número X de vezes, o Google deduzia que aquela página falava sobre aquele assunto. Hoje, graças ao algoritmo de Hummingbird, o Google consegue ler cada parágrafo de cada página.

Quando você procura, por exemplo “quem era o diretor do de De volta para o futuro”..

quem é o diretor de de volta para o futuroO Google não procura por páginas que tenham a palavra chave “quem era o diretor do De Volta para o Futuro”.
Ele instantaneamente entende a pergunta, que se refere ao filme De Volta ao Futuro e entrega a resposta

robert zemeckis

Como era de se esperar, isso teve um impacto significante na otimização dos conteúdos para SEO. Agora, o Google prefere uma página que fale sobre os assuntos com mais conteúdo e que trate dos temas com mais profundidade.

E os nossos dados batem com isso?
Para responder essa pergunta, foram analisadas mais de 10.000 URLS bem ranqueadas.
Descobriu-se que o conteúdo aprofundado superou na maioria dos casos os conteúdos rasos.

autoridade sobre assunto

Isso é interessante. Mas como escrever um conteúdo que o Google considere relevante?
Vamos olhar dois exemplos da nossa base de dados para descobrir.
Primeiro, nós temos esse artigo do Daily Press sobre Ingressos para o Busch Gardens.

busch gardens

Essa página tem várias das métricas tradicionais usadas para aparecer nas primeiras páginas. Por exemplo, eles usam a palavra-chave no Meta Título e no H1. O domínio (Dailypress.com) também possui boa autoridade (Métrica de Domínio no Ahrefs foi de 64).
Mesmo assim, essa página ranqueou somente na posição #10 para “Ingressos para Busch Garden”.

titulo H1

Já o mal ranqueamento desse link foi, em partes, porque o site não possui boa autoridade para esse tema.

Por outro lado, temos essa página sobre como fazer Molho Balinese Satay.

satay sauce

Essa página traz logo no primeiro parágrafo uma informação muito importante sobre o Molho Satay. Essa primeira parte do conteúdo traz a história do molho na Indonésia, como o molho é usado, onde pode ser servido, e até as informações nutricionais.

Embora esta página não use o termo “molho Satay Indonésio” em todos os lugares da página, ela está entre os primeiros resultados de pesquisa sobre essa palavra-chave:

resultados busca satay

Parte da explicação sobre o bom ranqueamento, é porque essa página é referência no assunto “Indonesian Satay Sauce”.
Resumindo: Escrever conteúdos informativos e detalhados pode te ajudar a ranquear melhor no Google.

Conteúdos longos e descritivos são melhor ranqueados do que conteúdos curtos

Será que os conteúdos longos são mais bem ranqueados do que os conteúdos curtos, com apenas 200 palavras?

Analisando o banco de dados, depois de remover Outliers (conteúdos com menos de 51 palavras, e mais de 9.999), descobriu-se que as páginas com conteúdos longos são significativamente mais bem ranqueadas que as de conteúdos curtos.

numero de palavras

A média de palavras dos conteúdos de primeira página é de 1980.
Baseado nessa contagem, podemos concluir que o Google prioriza os conteúdos longos.

Essa correlação pode ser baseada em dois fatos: os conteúdos longos geram mais compartilhamentos. Ou apenas uma simples preferência do Google por textos grandes.

Outra teoria é que os textos mais longos explorem melhor o conteúdo, e dão ao Google a oportunidade de entender melhor o que você está dizendo na sua página.

Além disso, conteúdos longos podem simplesmente mostrar que os donos da página estão preocupados em produzir um conteúdo de qualidade. Como esse é um estudo de dados, é impossível apontar o porquê dos conteúdos mais longos serem melhores ranqueados pelo Google.

Porém, se você junta esse estudo aos que já existem, fica claro que conteúdos longos realmente são melhores para SEO.

Resumindo: O conteúdo longo é mais bem ranqueado que o conteúdo curto. A média de palavras nos textos de primeira página é de 1980.

Os dados não mentem! Na hora de produzir conteúdos, priorize os textos maiores e mais detalhados. Com conteúdos detalhados, outros sites vão direcionar links para os seus e você vai se tornar referência.

Depois de tantos resultados, percebemos que a resposta para a dúvida: como melhorar o ranking do seu site no Google? É simples! Crie o conteúdo pensando no usuário.

URLS amigáveis, que deixem claro a informação que ele vai encontrar no texto. Faça conteúdos descritivos, com conteúdo relevantes. Conteúdos maiores ranqueam melhor, e você vai se tornar referência no assunto. E diminua o tempo de carregamento da página, retornar resultados rápidos é um fator de sucesso para o usuário.

Se precisar de ajuda para acelerar o carregamento das páginas do seu site, entre em contato com a gente! Entenda como funciona a CDN da GoCache e como ele pode levar o SEO do seu site para outro nível!

O que é SEO? E como isso funciona?

O que é SEO e como aplicá-lo no meu site?

SEO significa Otimização para Mecanismos de Busca, do Inglês Search Engine Optimization. É uma estratégia baseada em conseguir visibilidade de maneira orgânica (sem anúncios pagos) dentro dos buscadores. E como funciona o SEO? Ele junta os elementos técnicos e criativos que você precisa para melhorar o ranqueamento, impulsionar o tráfego e melhorar sua reputação dentro dos mecanismos de busca. Existem muitos aspectos dentro do SEO, desde as palavras que você utiliza no site até os links que apontam para a sua página. Às vezes, o SEO é simplesmente uma questão de garantir que seu site esteja estruturado de uma maneira que os mecanismos de pesquisa entendam.

SEO não é só sobre criar mecanismos para ranquear seu site. Para entender realmente como funciona SEO, você precisa entender que isso é também sobre tornar o seu site melhor para as pessoas que navegam nele.

www monkeys

Porque o meu site precisa de SEO?

A maioria do tráfego da WEB vem de mecanismos de busca como o Google, Bing, e Yahoo!

Embora as mídias sociais e outros tipos de tráfego possam gerar um tráfego qualificado ao seu site, os mecanismos de busca são o principal método de navegação para a maioria dos usuários da Internet. Isso é um fato, seu site fornecendo conteúdo, serviços, produtos, informações ou qualquer outra coisa.

Buscadores também são os únicos que oferecem tráfego direcionado – pessoas buscando exatamente pelo que você está oferecendo. SEO é a estrada que liga você a essas pesquisas.

Se os buscadores não podem encontrar o seu site ou o seu conteúdo dentro da base de dados deles, você está perdendo uma incrível oportunidade de tráfego para o seu site.

As Palavras-Chave (keywords) – as palavras que as pessoas digitaram dentro da barra de pesquisa do Google – tem um enorme valor. Pesquisas mostraram que tráfego orgânico pode ser responsável pelo sucesso, ou pelo fracasso, de uma empresa. O tráfego direcionado para um site pode fornecer publicidade, receita e exposição, como nenhum outro canal de marketing. Investir em SEO pode ter uma taxa de retorno excepcional em comparação com outros tipos de marketing e promoção.

 

Porque os buscadores não encontram meu site sem SEO?

Os mecanismos de busca são espertos, mas eles precisam de ajuda. A maioria dos buscadores está sempre tentando melhorar sua tecnologia para ler melhor as páginas e retornar melhores resultados para as buscas dos usuários. Mas, mesmo assim, existe um limite até onde eles podem operar.

Considerando que o SEO certo pode levar milhares de visitantes para o seu site e aumentar a atenção, uma página não otimizada pode colocar seu site lá no final dos resultados de pesquisa, onde a visibilidade é mínima.

Quando você entende como funciona SEO, além de melhorar o conteúdo que você apresenta para os mecanismos de busca, você consequentemente aumenta seu posicionamento no “ranking” – a posição em que sua página aparece nas SERPs (Search Engine Results Page – página de resultados da busca).

A internet se tornou extremamente competitiva e as companhias que entendem como funciona o SEO e investem nisso estão com uma vantagem competitiva muito grande.

Confira 6 truques e dicas de SEO para vencer seus concorrentes

Mecanismos de busca tem duas funções principais: rastrear resultados e criar uma ordem, e entregar aos usuários uma lista ranqueada dos sites que eles (os mecanismos de busca) determinaram ser mais relevantes.

Rastreamento e Indexação: Rastreando e indexando bilhões de documentos, páginas, arquivos, vídeos e mídias dentro do mundo da Internet. Também conhecido como “crawling”.

  1. Fornecendo respostas: Encontrar respostas para as perguntas dos usuários, na maioria das vezes criando listas baseadas nas páginas que eles encontraram, e classificando os resultados baseados na relevância.

rastreando e indexando

Imagine o mundo dos resultados de pesquisas como uma rede de paradas dentro de um metrô de uma grande cidade.

Cada parada é um documento único (geralmente uma página da WEB, mas às vezes um PDF, JPEG, ou outro formato). Os buscadores precisam encontrar um meio de listar todos que existem dentro da cidade inteira e encontrar os pontos ao longo do caminho. Então eles usam o melhor caminho disponível – o link.

A estrutura de um link serve para juntar todas as páginas

Os links permitem que os robôs automatizados dos motores de busca, chamados de “crawlers” ou “spiders”, encontrem bilhões de documentos interconectados na web.

Uma vez que os buscadores encontram essas páginas, eles leem o código e armazenam partes específicas, para usar quando o usuário fizer uma busca.

Para realizar essa tarefa de armazenar bilhões de páginas que podem ser acessadas em uma fração de segundo, as empresas de mecanismos de pesquisa criaram datacenters em todo o mundo.
Essas instalações de armazenamento monstruosas são formadas por milhares de máquinas que processam grandes quantidades de informações muito rapidamente. Quando uma pessoa realiza uma pesquisa em qualquer um dos principais buscadores, eles estão esperando resultados instantaneamente; mesmo um atraso de um ou dois segundos pode causar insatisfação no usuário. Então os motores de busca trabalham duro para fornecer respostas o mais rápido possível.

 

perguntas sobre buscas

Mecanismos de busca são máquinas de respostas. Quando uma pessoa faz uma busca online, os buscadores analisam seu banco de bilhões de documentos e fazem duas coisas: primeiro, retornam só os resultados que são relevantes ou que podem ser úteis para o usuário; em segundo lugar, classifica esses resultados de acordo com a popularidade dos sites que publicaram a informação. E entender como funciona o SEO vai te ajudar a performar melhor tanto na relevância, quanto na popularidade.

Como funciona o SEO para determinar relevância e popularidade?

Para os mecanismos de busca, relevância significa mais do que achar uma página que contém a palavra chave certa. No começo, os buscadores fazia pesquisa mais simples, não se aprofundavam muito. Ao longo dos anos, renomados engenheiros desenvolveram melhores maneiras de combinar os resultados com as consultas do usuário. Hoje, centenas de fatores influenciam a relevância, e vamos discutir como funciona o SEO neste post.

Mecanismos de busca consideram que, quanto mais popular um site ou uma página (ou seja, quanto mais bem ranqueado) mais criteriosos eles devem ser com a avaliação do conteúdo. Isso ajuda na satisfação do usuário com o resultado da pesquisa.

A popularidade e a relevância não são determinadas manualmente. Em vez disso, os buscadores utilizam equações matemáticas (algoritmos) para separar o joio do trigo (relevância) e depois classificar o trigo em ordem de qualidade (popularidade).

Esses algoritmos contém milhões de variáveis. Dentro do Marketing, nós chamamos isso de “critérios de ranqueamento”.

Como eu faço para ranquear melhor?

Ou, “Como os melhores resultados chegaram lá?”

A parte complicada dos algoritmos de busca é que eles são indecifráveis. Os próprios motores fornecem pouca informação sobre como obter melhores resultados ou aumentar o tráfego. Então, tudo que nós sabemos sobre otimização e melhores práticas, nós vamos dividir com você agora:

 

google king of the web

INFORMAÇÕES SOBRE COMO FUNCIONA O SEO PELO GOOGLE

O Google recomenda seguir os seguintes passos para ranquear melhor nas buscas:

  • Crie páginas para usuários, não para mecanismos de busca. Não engane seus usuários apresentando um conteúdo diferente para eles do que você apresenta para os buscadores.
  • Crie um site com hierarquias de textos e links claros. Cada página deve ser acessada em, pelo menos, um link estático.
  • Crie um site útil e rico em informações e escreva páginas que descrevam de forma clara e precisa seu conteúdo. Certifique-se de que seus elementos <title> e atributos ALT sejam descritivos e precisos.
  • Use palavras-chave para criar URLs descritivas e URL amigáveis. Forneça uma versão de um URL para páginas específicas. Use redirecionamentos 301 para endereçar o conteúdo duplicado.

Velocidade de carregamento também é um critério fundamental para o SEO. Por isso muitas empresas optam pelo uso de um CDN – Content Delivery Network. Veja nesse artigo como instalar e configurar uma CDN para seu WordPress: plugin GoCache CDN

Por fim, não deixe de olhar este completo guia de SEO para o Google: 200 Fatores de Classificação no Google

 

bing is fabulous

INFORMAÇÕES DE SEO DIRETO DO BING

Os engenheiros da Bing na Microsoft recomendam o seguinte para obter melhores rankings em seu mecanismo de pesquisa:

  • Crie uma URL clara, e que contenha a palavra chave
  • Certifique-se de que o conteúdo não esteja hospedado dentro de rich media (Adobe Flash Player, JavaScript, Ajax) e verifique se o servidor não esconde links de rastreadores..
  • Crie conteúdo com muitas palavras-chaves e combine a escolha das suas palavras-chave, com as que os usuários estão procurando. Produza sempre conteúdo novo.
  • Não coloque o texto que deseja indexar dentro de imagens. Por exemplo, se você quer que o nome ou o endereço da sua empresa seja indexado, verifique se ele não é exibido dentro do logotipo da empresa.

Aplicando todas essas dicas e investindo de fato em SEO você consegue um resultado muito bom a longo prazo: gasta menos com mídia paga, e consegue um tráfego direcionado para o seu site através dos buscadores.

Se quiser melhorar seu SEO agora mesmo, conte com a gente para implementar um CDN e melhorar a velocidade do seu site. Os sete primeiros dias são grátis, para você entender melhor como podemos te ajudar!

6 truques e dicas de SEO para vencer seus concorrentes

Nesta publicação, você descobrirá 6 importantes truques e dicas de SEO para ajudar seu site, loja virtual ou blog a vencer seus concorrentes em 2017 e nos próximos anos.
Para a maioria dos blogueiros e proprietários de sites, as principais atividades de SEO se resumem a criar links em sites confiáveis de alta qualidade, trabalhando duro na promoção de conteúdo, buscando pessoas influenciadoras e assim por diante.

Embora essas coisas sejam certamente necessárias porque elas dão ótimos resultados, elas funcionam ainda melhor quando estão emparelhadas com uma boa otimização técnica do site.
O bom SEO é sobre como tornar o seu site amigável para os mecanismos de busca, o que, por sua vez, aumenta muito seu ranking nas consultas.

Então, como você se certifica de que você fez tudo para garantir que seu SEO irá funcionar?
Nós preparamos uma lista de verificação detalhada dos melhores truques técnicos de SEO que você pode seguir para ultrapassar seus competidores.

1. Otimização para mobile

Desde o ano passado, as plataformas móveis ultrapassaram os dispositivos desktop quando se trata de consumo de conteúdo, e o Google seguiu o exemplo, já que o índice móvel se tornou seu índice principal de pesquisa.

uso de internet por dispositivo

 

Além disso, de acordo com os números do Relatório de Tendências da Internet ‘Mary Meeker’ para 2017, a taxa de crescimento das vendas de smartphones aos clientes diminuiu de 80% para apenas 3%, o que mostra que a maioria das pessoas tem um smartphone hoje em dia.

Veja como você deve otimizar para mobile:

Design responsivo: Este tipo de design depende do mesmo código HTML, independentemente do dispositivo, mas o torna diferente dependendo do tipo de exibição, o que resulta em uma visão ideal sempre. O Google prefere também páginas web responsivas.

Velocidade da página: Como nem todos os dispositivos móveis possuem conexões de hardware ou de internet suficientemente potentes, a velocidade da página é essencial em dispositivos móveis. Você precisará compactar suas imagens, tornar seu código leve e fazer uso do cache. Uma dica pra fazer parte desse serviços é utilizar um CDN, que irá otimizar o uso da cache e imagens nos navegadores, além de responder muito mais rápido às requisições de dados.

Deixe seus Meta Títulos e descrições “amigáveis para SEO”: Isso é bastante semelhante ao que você faria ao otimizar a área de trabalho. Mas, você precisa ser ainda mais conciso aqui, porque há menos espaço de tela disponível.

AMP: Também conhecido como Páginas Mobile Aceleradas, são versões reduzidas de páginas HTML, que podem aumentar a velocidade da página, tempos de carregamento mais rápidos, bem como o envolvimento do usuário.
Quanto a como você deve otimizar, concentre-se mais em tornar suas manchetes mais atraentes em vez de infundi-las com palavras-chave. Inclua chamadas para ação. Além disso, use uma imagem em destaque que atinja sua atenção.

Usar marcação semântica correta: Quando você usa “marcação de esquema” (schema markup), você está dizendo ao mecanismo de pesquisa quais são suas palavras, e não apenas o que elas dizem.
Por exemplo, procurar por “Vingadores” pode resultar em você encontrando mais informações sobre a franquia de filmes bem-sucedida, quando na verdade você procurava uma definição da palavra. É por isso que você precisa fornecer ao mecanismo de pesquisa os dados corretos do vocabulário.

 2. Otimizar a busca por voz

Embora fosse uma novidade no passado, a busca por voz tem crescido em termos de popularidade, e é por isso que é tão importante que otimize para isso. Veja como:
Concentre-se em palavras-chave de Long-Tail (cauda longa). Enquanto a maioria das pessoas escreve em poucas palavras, quando se trata de voz, há maior probabilidade de explicações detalhadas, que devem ser suas palavras-chave de cauda longa (Long Tail Keywords).

dicas de buscas

Utilize linguagem humana:  Em vez de pesquisar palavras-chave, tente fazer um brainstorm sobre os tópicos que seus seguidores podem realmente procurar. Pense mais em termos de discurso humano real. Você pode testar as consultas você mesmo e ver como elas são efetivas.

Faça o seu conteúdo de “perguntas frequentes” mais amigável: Em vez de apenas obter todas essas respostas em suas páginas de perguntas frequentes, faça delas parte do conteúdo do sua página.

3. Otimizar o Conteúdo

O Google está constantemente trabalhando em diferentes maneiras de exibir conteúdo mais relevante, o que significa que você deve otimizar seu conteúdo para torná-lo mais fácil para eles. Faça o seguinte:

Otimize os trechos em destaque: Os trechos em destaque que aparecem em SERPs (página de resultados) geralmente são seguidos por uma imagem e uma resposta direta à pergunta do usuário para que eles nem sequer tenham que clicar na página para obter uma resposta. Divida seu conteúdo em etapas para que possa ser lido como uma instrução clara e escolha uma imagem relevante.

Utilize Listas: Artigos-listas são sempre populares com qualquer tipo de público, seja eles ordenados ou não ordenados. Uma vez que as pessoas procuram conteúdo em primeiro lugar, listas lhes dão a chance de fazer isso através do uso inteligente de opções cativantes. Veja um exemplo abaixo:

conteudo otimizado

HTML correto: tornar o seu HTML semanticamente correto pode dar um pouco mais de trabalho, mas esse código é preferido pelos rastreadores do mecanismo de pesquisa. Além disso, o conteúdo HTML semanticamente correto resulta em tempo de carregamento mais rápido.
Otimização de palavras-chave – Enquanto o preenchimento de palavras-chave é uma coisa do passado, o uso estratégico e inteligente de palavras-chave segue sendo relevante. Mas, também depende de onde você deseja inseri-los. Por exemplo, os locais mais efetivos para inserir sua palavra-chave são seus títulos, conteúdo, URLs, bem como títulos de imagens e texto alternativo (o atributo “alt” existente nas tags de imagens. <img alt=”Bolo de Chocolate” …> ).

Otimizar títulos e descrições: Com títulos, você tem um espaço de cerca de 65 caracteres para engajar o usuário a clicar no seu link, bem como para uma busca mais amigável no mecanismo de busca. Isso significa que há espaço para uma ou duas palavras-chave ou frases. As descrições são exibidas abaixo do seu título e URL. Eles não afetam sua classificação, mas eles estão lá para seus leitores.

Se você estiver usando um plugin no seu WordPress, como SEOPressor Connect ou SEO Yoast (veja a imagem abaixo), você tem muitas opções para otimizar seus títulos e descrições tanto para desktop quanto para celular. Veja:

preview de snippet

Use conteúdo relevante: O conteúdo de alta qualidade é essencial, mas sem SEO adequado, os mecanismos de busca não podem dizer se o seu conteúdo é bom.
Você pode fazer com que eles vejam seu conteúdo como mais relevante, incluindo sua palavra-chave ou tópico dentro do título, URL, texto alternativo, bem como dentro de seus artigos. Além disso, o conteúdo precisa ser envolvente, não apenas para outros sites, mas também para você.

4. Otimizar Links

Quando dizemos links, estamos falando o URL da sua página, bem como todos os links de entrada e saída:

URLs amigáveis para SEO: Esse tipo de URLs deve conter uma palavra-chave relevante e descritiva, ao contrário de números aleatórios. Além disso, os URLs que apresentam conteúdo duplicado exigem que você configure um URL canônico para eles (a tag “canonical” do HTML).

Use Links de saída e de entrada: Os links possuem grande peso quando se trata de SEO. Os links de saída para sites de autoridade podem ajudar a aumentar o ranking do seu site, enquanto os links de entrada ajudam os motores de busca a rastrear seu site e determinar quais palavras-chave e páginas são mais importantes.

5. Melhorar a velocidade do site

Um site que carregue rapidamente é muito importante para ganhos em SEO. Você pode melhorar o desempenho do seu site fazendo o seguinte:

Otimizar imagens: imagens de alta qualidade são uma obrigação nos dias de hoje, mas não podem impactar no tempos de carregamento da página. As coisas que você pode fazer incluem:

  1. reduzir as dimensões da imagem: você não deve usar a imagens originais de sua câmera, com resoluções enormes. Imagens grandes, que ocupam a tela toda, precisam no máximo de 1500 pixels de largura. Imagens menores podem facilmente ficar com 600 pixels ou menos.
  2. comprimir a imagem: Você podeutilizar o TinyPNG, por exemplo. Um ótimo compressor de imagens gratuito.
  3. Utilizar uma CDN: Uma CDN dirá para os navegadores qual a melhor forma de baixar as imagens, utilizando caches e roteamentos sofisticados. Além disso, a própria CDN pode comprimir as imagens, sob demanda.

compactacao de imagem

Cache do navegador: com o cache do navegador, os arquivos do seu site são salvos em no dispositivo do usuário, o que significa que, quando eles visitam o site novamente, ele irá carregar muito mais rápido. Para habilitar a configuração do navegador, você precisará editar o código dos cabeçalhos das solicitações de seus arquivos de recursos (ou utilizar uma CDN).

Use uma CDN ou Rede de entrega de conteúdo (Content Distribution Network): Uma CDN é uma rede de servidores que são colocados em todo o mundo e que armazenam em cache o conteúdo de suas páginas da web, como imagens, scripts e assim por diante.
O uso de uma CDN permite que o conteúdo estático seja baixado do ponto mais próximo do usuário, o que resulta em uma velocidade de carregamento muito maior. Além disso, CDNs otimizam o uso das caches dos navegadores e comprimirem os arquivos de texto e até as imagens.
As CDNs são muito importantes para acelerar o carregamento de páginas Web, por isso seu uso tem crescido tanto no Brasil e no Mundo e, também por isso, é um ponto muito falado neste artigo.

cdn

6. Use HTTPS em vez de HTTP

O HTTPS possui inúmeras vantagens, desde o ranking do Google até um aumento da segurança e da privacidade. Simplificando, o HTTPS garante que o seu site não seja alterado por um terceiro, e torna os dados dos seus visitantes mais seguros. Todas as comunicações também são criptografadas, o que o torna adequado para lojas e lojas online.

Além disso, junto com o HTTPS pode-se utilizar o suporte ao HTTP/2, que é a nova versão desse procolo e proporciona ganhos excelentes na velocidade de carregamento pelo fato de fazer todas requisições em uma única conexão, ao invés das dezenas de conexões feitas pela versão antiga do HTTP.

Normalmente é necessário pagar pelos certificados SSL, que permitem o uso de HTTPS. No entanto, você pode encontrar uma solução de SSL Gratuito neste link.

A palavra final

O SEO é necessário para ajudar o Google a perceber que seu conteúdo é útil e relevante. Se você fizer isso, recompensará seu site ou seu blog com o ranking que merece. No entanto, apenas concentrar seus esforços de SEO em seu conteúdo não é suficiente.
Os truques de SEO apresentados aqui são um herói desconhecido quando se trata de classificação, e é por isso que você deve dedicar algum tempo e esforço para torná-lo tão bom quanto possível.

Em tempo:
• Você está implementando alguma dessas táticas técnicas de SEO hoje?
• Você tem algumas dicas adicionais que você gostaria de compartilhar ou sugerir?
• Você se preocupa em fazer SEO para o seu conteúdo?

Como sempre, gostaríamos de ouvir de você, então deixe seus comentários abaixo.

HTTPS, Google Chrome e o seu site

Bem-vindo a 2017, o ano da Internet mais segura. Você ainda não utiliza SSL para que seu site seja acessado via HTTPS? É muito provável que isto mude neste ano.

HTTPS & SSL

O “https” que é exibido na barra de endereços do navegador demonstra que o site possui um certificado SSL instalado. SSL é a abreviação para Secure Sockets Layer. É um protocolo de comunicação que cria um canal criptografado entre o servidor e o navegador, para garantir o sigilo e a segurança dos dados transmitidos. É comumente utilizado para tornar mais seguros os pagamentos online e a autenticação de dados em áreas com acesso restrito. Os usuários de um website reconhecem a segurança quando visualizam o “cadeado fechado” na barra de endereço do site.

Por que usar SSL se tornou praticamente obrigatório?

Tudo começou em 2014, quando o Google anunciou que o uso de SSL seria considerado um fator importante no posicionamento de um site nas páginas de resultados de buscas (SERPs). Este foi oficialmente o início do movimento por uma internet mais segura.

Em seguida, em Setembro de 2016, o Google fez um novo anúncio, estabelecendo Janeiro de 2017 como o mês em que todo e qualquer formulário que solicite senha, ou cartão de crédito, deve obrigatoriamente utilizar HTTPS, ou será exibido como inseguro no Chrome.

HTTPS not secure

 

Por que isso é importante?

Bem, no Brasil o Chrome é “um pouco” mais utilizado do que os demais navegadores (fonte StatCounter):

chome mkt share BR

 

Ou seja, se você tem um formulário para alguma área logada em seu site e não utiliza HTTPS, 3 de cada 4 visitantes estão recebendo um aviso de “não seguro”.

E o Google irá além, conforme o anúncio de Setembro de 2016 eles pretendem exibir como “inseguro” no Chrome todos os sites que não utilizarem HTTPS em todo o site!

site sem HTTPS

 

Apesar de ainda não haverem divulgado a data para esta última mudança, melhor prevenir do que remediar, certo?

 

Como adquirir um certificado SSL?

 

Existem duas opções, o certificado tradicional e pago, ou o certificado gratuito. O certificado pago pode ser adquirido através de diferentes entidades certificadoras tradicionais. A alternativa mais econômica e simples é  o certificado gratuito da Let’s Encrypt.

A Let’s Encrypt foi fundada em Abril de 2016, justamente com o objetivo de ajudar a tornar a internet mais segura. Seu certificado gratuito pode ser obtido rapidamente e renovado automaticamente, para utilização em qualquer website. Além disso, o certificado da Let’s Encrypt não necessita de um endereço IP dedicado para sua instalação, neste caso dependendo de ter a extensão SNI habilitada no servidor web em questão.

Ainda existem algumas limitações, comparado a outras certificadores, como a não possibilidade de emissão de certificados Wildcard e nem do tipo EV (Extended Validation SSL), que mostra a barra verde completa no navegador com informações específicas da empresa.
Apesar disso, atende muito bem aos requisitos de segurança para tornar o site mais seguro e ainda impacta positivamente o SEO.
Agora você não tem mais motivos para deixar de usar o HTTPS em seu site, está esperando o quê?