Posts

,

Case Promobit – economizando custos na AWS com a GoCache CDN

Este post é muito especial, pois foi escrito espontâneamente pelo Leandro Menezes dos Anjos, CIO da Promobit.

Aprecie sem moderação!

 

Redução de custos com AWS e CDN

 

Neste artigo, eu gostaria de compartilhar meu feedback de como a GoCache ajudou o Promobit a trafegar com 8x mais requisições por segundo na BlackFriday sem aumentar nossos custos e, o mais importante, com alta performance.

 

Ocupo a posição de CIO no Promobit, sendo o responsável pela infraestrutura da Startup, ou seja, minha responsabilidade vai desde a segurança, estabilidade e escalabilidade até os cuidados com os custos de servidor que nossa plataforma possa gerar.

 

Somos hoje a maior comunidade de compartilhamento de ofertas do Brasil. Desde 2014 estamos desenvolvendo uma plataforma colaborativa capaz de reunir as melhores promoções do e-commerce, sem esquecer da segurança e da qualidade do conteúdo.

A situação

Com o alto crescimento da nossa plataforma, precisamos mudar nossa infraestrutura e, como qualquer empresa, ainda mais sendo uma startup, o custo é uma questão muito importante. Optamos por escolher a AWS (Amazon Web Services) como solução para nossos servidores, pela facilidade de implementação e pelo aparente preço justo pelo serviço.

 

Não se engane: a AWS possui um leque de soluções sem igual, que facilita e muito a vida do seu SysAdmin e muitas vezes até dispensa tal cargo em sua empresa, quando bem praticada a cultura de DevOps. Mas toda facilidade tem seu preço. No caso da AWS, você paga pelo uso.

O problema

Parece justo não é mesmo? O problema acontece quando você precisa escalar. Quando você deixa 1 servidor web virar 8 para aguentar um pico de acessos no BlackFriday e seu trafego de dados passa de 1 terabyte para 3 ou 4 terabytes mensais.

 

Apenas nesses dois fatores o custo se elevaria significativamente, não concorda?

 

Vamos ao mundo real.

 

Em um acesso na timeline do Promobit, temos aproximadamente 30 requisições apenas de produtos listados e fotos de usuários, fora o HTML, Javascript e CSS que são utilizados para renderizar a página.

 

Vamos pensar que essas imagens possuam uma média de 190 bytes (peguei uma como base), 190 x 30 requisições = 5,7KB. Parece pouco, mas vamos pensar que esse trafego é apenas um acesso e um único usuário.

Em um pico de BlackFriday, em que tivemos cerca de 50 mil usuários simultâneos entre Web e Mobile, você chega a 1.500.000 requisições e 285 megabytes, isso com apenas um acesso de cada usuário.

 

Estamos falando apenas de imagens, que são arquivos estáticos e que eu poderia cachear em algum lugar por não haver nenhum processamento por parte do servidor, é apenas servir a imagem.

A solução

Pensando nisso adotamos a GoCache para servir como nossa CDN, ficando responsável por cachear parte do conteúdo e servir esse mesmo conteúdo a nossos usuários sem precisar encostar em nossos servidores novamente.

 

Agora quando um usuário acessa a Timeline e faz aquelas 30 requisições, elas são cacheadas. Na prática, o que acontece é que das 1.500.000 requisições que eu deveria receber apenas por servir imagens, agora eu recebo apenas 30. As outras 1.499.970 requisições a GoCache responde por mim com o conteúdo correto.

 

Com isso obtivemos a economia de uma máquina, uma vez que eu recebia essas requisições pelo meu EC2 e depois redirecionava o acesso aos arquivos em um S3.

Agora eu preciso de menos maquinas WEB e meu site responde mais rápido, uma vez que ele se preocupa apenas com o conteúdo dinâmico, e eu economizo banda do meu S3, que é um dos fatores de custo da AWS.

 

Falando em números:

consumo promobit

Hoje economizamos em média 95% da nossa banda com a CDN e uma média de 87% das requisições nós não precisamos nos preocupar em processar a resposta.

 

Isso reflete em toda a infraestrutura da aplicação. Não utilizamos esse conceito apenas para arquivos estáticos, mas algumas páginas com conteúdo dinâmico também. Então economizamos com nosso trafego interno entre as máquinas, processamento e memória RAM de servidor de banco de dados, servidor de cache, load.balancer, servidores web etc. Ou seja, tudo que possa envolver uma requisição e que eu possa de alguma forma cachear a resposta HTTP, eu posso deixar nas mãos desse serviço.

O resultado

Essa economia resulta diretamente em nosso financeiro, uma vez que um valor que giraria em torno de $1.800,00 na AWS passa a custar uma média de $700,00.

 

Acertamos em adotar a GoCache como parceira. No dia-a-dia, ela não apenas se paga pela economia que gera, mas também agrega em todo nosso ecossistema, oferecendo uma experiência melhor a nossos usuários e entregando nosso conteúdo de forma mais rápida, além da proximidade com seus clientes, em que fazem um ótimo trabalho de coletar feedbacks e implementar funcionalidades que realmente utilizamos.

,

Woocommerce x Magento: Compare e escolha a melhor plataforma para o seu negócio online – GoCache CDN

O e-commerce caminha para uma expansão em larga escala por todo o mundo e para os mais diversificados segmentos. As empresas estão correndo contra o tempo para garantir presença online e abocanhar uma fatia desse mercado em expansão. O problema é qual plataforma de e-commerce escolher para o negócio? Neste post abordaremos as características de duas das principais ferramentas atualmente no mercado, voce decide qual usar, WooCommerce ou Magento. Para escolher, dê uma olhada nas particularidades de cada uma, assim descobrirá qual a mais adequada ao negócio.

WooCommerce ou Magento

Quem busca uma plataforma de e-commerce para abrir, ou migrar o seu negócio para a internet, pode encontrar a resposta aqui. As duas plataformas oferecem boas ferramentas para ajudar a garantir o sucesso da sua loja virtual. Ambas são de código aberto (Open Source), permitem inclusão ilimitada de produtos e disponibilizam ferramenta de blog. Abaixo destacamos vantagens e desvantagens das duas plataformas, para ajudar a decidir pela utilização de WooCommerce ou Magento.

WooCommerce

A plataforma de e-commerce WooCommerce trabalha bem para atender as necessidades de uma loja virtual pequena, principalmente se você já está acostumado com a interface do WordPress.

– Vantagens

Oferece uma interface simples, porém muito eficiente. O download é gratuito e necessita de poucos recursos financeiros para mantê-la. Possui ainda uma boa usabilidade que o torna intuitivo e, por isso, fácil de usar. Por ser um plug-in do WordPress, ele funciona bem com os outros plug-in disponíveis na plataforma e isso gera uma boa experiência de navegabilidade no site.

– Desvantagens

Caso não utilize o WordPress, essa plataforma pode não ser a mais adequada. O WooCommerce é bom para quem está iniciando um projeto pelo WordPress e, também, por oferecer ferramentas úteis ao usuário através dos widgets.

Magento

A plataforma de e-commerce Magento atende melhor as necessidades de grandes empresas por sua flexibilidade de tamanho, mas exige maiores investimentos financeiros para a criação e manutenção.

– Vantagens

É ideal para empresas grandes ou que estejam crescendo rápido, pois ela tem um maior poder de customização. A plataforma oferece ainda a opção de tradução para outros idiomas, além de reconhecer moedas estrangeiras. Com o Magento, é possível adicionar e alterar descontos nos produtos, além de uma boa ferramenta de filtragem que ajuda os usuários a encontrarem melhor os produtos no site.

– Desvantagens

As extensões, muitas vezes necessárias, demandam mais investimentos e a vasta quantidade de recursos disponíveis pode atrapalhar o visual atraente. Mesmo disponibilizando vídeos de tutoriais e assistentes de instalação, você poderá encontrar dificuldades na hora de adicionar mais extensões no site, o que pode gerar a necessidade de contratar um desenvolvedor especialista na plataforma.

Ressaltamos ainda que, seja no Woocommerce ou Magento, há uma grande variedade de temas para a personalização das páginas. As plataformas são de código aberto e permitem a criação e manutenção de um site personalizado, que atende o projeto do negócio dentro de suas especificações. Sendo assim, analise as características particulares de cada uma e descubra qual plataforma melhor se encaixa no seu projeto.

Semelhanças entre as plataformas

– Open Source: Livre para edição e customização;

– O software é gratuito, mas se você deseja recursos específicos terá que instalar na plataforma (pode ser gratuito ou pago) para obter recursos adicionais como, por exemplo, integração com gateways de pagamento;

– Ferramenta de blog;

– Inclusão ilimitada de produtos;

-Temas para personalizar a aparência da sua loja.

E você, já decidiu em que plataforma abrir seu varejo online – WooCommerce ou Magento? Conte-nos nos comentários.

Lembrando que, independente da sua escolha ser WooCommerce ou Magento, o uso de uma CDN traz vários benefícios para uma loja virtual. Destacam-se a melhora na taxa de conversão, redução da taxa de rejeição, melhora no ranking de SEO e redução nos custos de infraestrutura.

  • Saiba mais sobre os benefícios que o uso de uma CDN pode trazer à sua loja online aqui.
  • Teste a melhor plataforma CDN do Brasil gratuitamente e sem compromisso neste link.